terça-feira, 16 de agosto de 2011

O QUESTIONÁRIO DE PROUST





“Marcel Proust ficou célebre por sua obra Em Busca do Tempo Perdido, saga de sete volumes na qual destacou-se uma antológica descrição da percepção do tempo advinda dos sentidos: o momento em que o narrador, já adulto, prova uma madeleine (espécie de bolinho com aroma de limão ou amêndoas) com chá, sabor que o remete à sua infância e é responsável pelo despertar de inúmeras sensações em seu íntimo. Esta descrição da memória involuntária é considerada por muitos como o ápice da obra, e foi ela que tornou Proust mundialmente conhecido, assim como as madeleines, claro!

Lá pelos idos de 1886, o então futuro escritor, na época com treze anos de idade, estava na festa da prima, Antoinette, e foi convidado a preencher um questionário. Era uma "modinha", como se diz, uma brincadeira que teve origem na Inglaterra vitoriana, e que consistia numa diversão de salão chamada “Confissões”, na qual os participantes respondiam a uma pequena lista de perguntas pessoais. Essa se tornou uma brincadeira bastante comum nos refinados salões da Belle Époque, e se tornou uma fonte de assuntos e de animações para as festas, uma forma original de entreter os convidados.

Proust respondeu ao mesmo questionário duas vezes na vida, a primeira quando era menino, aos treze anos de idade, e outra, já um rapaz de vinte anos, quando servia o exército francês. As respostas do gênio da literatura francesa tornaram o modelo de questionário tão famoso que virou uma espécie de padrão até de entrevistas jornalísticas! Hoje, o pouco que se sabe da vida pessoal de Proust foi praticamente “deduzido” dos questionários respondidos, reencontrados pelo filho da prima Antoinette, e publicados em 1924.”


Então... Respondendo às 29 perguntas de Proust...



1. Qual é sua maior qualidade?

Assumir que me faltam “algumas”.

2. E seu maior defeito?
Acreditar “muito”, mesmo nas pessoas que conheço “pouco”.

3. A coisa mais importante em um homem?
Ter objetivos(sempre). E concretizá-los com atitude, responsabilidade e caráter.

4. E em uma mulher?
Sensibilidade para identificar isso em um homem.


5. O que você mais aprecia nos seus amigos?
A cumplicidade. Isso não significa concordar comigo, mas estar ao meu lado.

6. Sua atividade favorita é...
a que adapta-se ao momento e me faz feliz.

7. Qual é sua idéia de felicidade?
Não ter a preocupação de “buscá-la”, mas “senti-la”.

8. E o que seria a maior das tragédias?
Desistir de lutar por tudo que acredito.

9. Quem você gostaria de ser, se não fosse você mesmo(a)?
Nunca desejei ser outra pessoa, mas gostaria de viver alguns momentos da vida de pessoas que me inspiram... Que tiveram e/ou têm grande importância e influência na minha vida (tentei... Mas impossível descrevê-los).

10. E onde gostaria de viver?
AQUI. Assistindo e participando das mudanças necessária na estrutura que compromete negativamente o bem estar dos menos favorecidos da nossa sociedade.

11. Qual sua cor favorita?
A que combina com meu estado de espírito do momento.

12. Sua flor?
Lótus

13. Um pássaro?
Águia

14. Seus autores preferidos?
Aleatório: Shakespeare, Kafka, Gandhi, José Saramago, Gabriel Garcia Marquez, Voltaire, Paulo Freire, Marx, Pablo Neruda, Clarice Lispector...

15. E os poetas de que mais gosta?
Aleatório: Fernando Pessoa, Cora Coralina, Cecília Meireles, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade, Luiz de Camões...

16. Quem são seus heróis de ficção?
Não tenho heróis nem heroínas da ficção.

17. E as heroínas?
Ver 16.

18. Seu compositor favorito é...
Renato Russo

19. E os artistas que você mais curte?
Aleatório: Carlos Vereza, Wagner Moura, Lázaro Ramos, Selton Mello, Mateus Nachtergaele, Carolina Diekmann, Débora Falabella, Glória Pires, Lilia Cabral, Patrícia Pillar, Denzel Wachington, Gabriel Byrne, Robin Williams, Andy Garcia, Angelina Jolie, Nicole Kidman, Julia Roberts...

20. Quem são suas heroínas na vida real?
Minha mãe (na generosidade) e minha filha (na determinação).

21. E quem são seus heróis?
Meu pai (no caráter).

22. Qual é sua palavra favorita?
Atitude.

23. O que você mais detesta?
Quem teme a mudança e/ou o primeiro passo.

24. Quais são os personagens históricos que você mais despreza?
Acredito que o desprezo seja mais dolorido que o ódio. Procuro não alimentar tais sentimentos, mas Hitler com toda certeza o é merecedor.

25. Quais os dons da Natureza que você gostaria de possuir?
Tantos quantos o ser humano conseguir manter e/ou salvar.

26. Como você gostaria de morrer?
Não gostaria. Mas, por ser inevitável, dormindo, claro.

27. Qual seu atual estado de espírito?
No momento, serena e concentrada.

28. Que defeito é mais fácil perdoar?
Aquele que não se repete após o perdão.

29. Qual é o lema da sua vida?

São muitos!!

Um deles é perfeita e lindamente descrito nessa frase de Chaplin: “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente,

antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”

Respostas por Anete Silveira





Nenhum comentário: